7 Dicas de oratória para falar em público com segurança

Olá neste artigo vou mostrar 7 dicas de oratória para falar em público com segurança, portanto se você realmente deseja melhorar suas falas em público e realizar excelentes apresentações no seu dia a dia, leia esse conteúdo até o final.

7-dicas-de-oratória-para-falar-em-público-com-segurança

Primeiro parabéns por decidir continuar acompanhando esse conteúdo! E já que vamos falar sobre dicas de oratória, vamos ao significado da palavra. 

O que é oratória?

A oratória é definida como a arte de falar bem e é composta por um conjunto de técnicas que envolve o aperfeiçoamento da comunicação verbal e também da comunicação não verbal; Enfim a oratória é um conjunto de técnicas utilizadas por todos aqueles que querem falar melhor em público.

Antes de dar início as dicas de oratória para falar em público, gostaria de fazer a seguinte pergunta:

Você conhece o grande e memorável discurso “Eu tenho um sonho’?

Esse famoso discurso de oratória foi realizado nos Estados Unidos, no dia 28 de agosto de 1963 por Martin Luther king Jr, que discursou com maestria nos degraus do Lincoln Memorial em Washington, tornando referência para palestrantes do mundo inteiro até os dias de hoje. 

Uma vez entendido o que é oratória, vamos então ao nosso conteúdo.

Veja abaixo as 7 dicas de oratória para falar em público.

#1 Apresente-se sempre

A primeira das dicas de oratória é um tanto óbvia, porém são muitos os casos em que os apresentadores de conteúdos cometem esse erro, ou seja dar início as suas apresentações sem se apresentar; dizendo de onde vem, qual a razão dele estar ali naquele dia e como ele chegou até ali, ou seja, quem o convidou, etc.

Essa atitude é super importante no início de cada apresentação pois passará confiança ao público.

Portanto se você quer um público totalmente conectado a sua apresentação, o uso de técnicas de oratória deve estar presente em todos os momentos dela, e isso inclui também a sua introdução.

 

#2 Não exagere nos movimentos corporais

Na segunda dica da sequência de 7 dicas de oratória o foco é o comportamento corporal, afinal tudo em nossa vida tem pontos positivos e negativos.

Movimentar o corpo durante uma oratória é fundamental para tornar a apresentação menos robótica, porém quando isso é feito em excesso torna-se algo negativo, pois causa distrações no público presente, fazendo com que desviem a atenção do que mais importa naquele momento, que é o conteúdo apresentado.

 

#3 Nunca faça leituras nas apresentações

Ao fazer explanação dos conteúdos devem ser evitados o uso de leituras, ou seja, aprofunde-se no assunto que irá apresentar na oratória e utilize apenas algumas breves anotações de tudo que irá ser apresentado; Essas breves anotações devem servir apenas como lembretes na hora da sua apresentação de oratória.

Slides em apresentações são muito utilizados, nesse caso grande parte das anotações ficam sendo os próprios slides, sendo necessário adicionar uma pouquíssima quantidade impressa em folhas de papel.

Sempre que for utilizar conteúdos impressos, procure imprimir apenas um lado da folha, isso evitará que as pessoas sentadas próximas a você consiga ler o conteúdo.

Se possível imprima do outro lado apenas uma logomarca, isso dará a sua apresentação um tom a mais de profissionalismo. 

 

#4 Faça perguntas retóricas

Algo muito positivo durante uma apresentação é o uso de perguntas, nesse caso perguntas retóricas;

O uso de perguntas é uma das técnicas de oratória mais recomendada para o orador que quer um público focado no conteúdo apresentado;

Mas o que é uma pergunta retórica?

Pergunta retórica é aquele tipo de pergunta que não necessariamente precisa de respostas, por exemplo:

  • Onde é que nós vamos parar com tanta corrupção?
  • Será que eles pensam que nascemos ontem?

Existem técnicas e mais técnicas de oratória que sempre devem ser utilizadas nas explanações de conteúdos, a fim de manter o público 100% focado;

Por isso sempre que for possível utilizá-las, utilize-as, e beneficie-se dos seus ótimos resultados. 

 

#5 Cuide da comunicação não verbal

Como disse na introdução desse conteúdo oratória é um conjunto de técnicas de comunicação verbal e também não verbal.

Por esse motivo nessa dica vou está falando sobre os cuidados que devemos tomar quanto a nossa comunicação não verbal;

A comunicação não verbal é aquela em que passamos ao público através do nosso corpo, afinal o corpo fala.

Dentre as várias técnicas de oratória, estão os vários cuidados a serem tomados com o nosso corpo, como por exemplo:

  • Não cruzar os braços
  • Não manter as mãos escondidas atrás das costas enquanto fala
  • Olhar para o público
  • etc.

Você não pode cruzar os braços ao apresentar sua oratória, porque isso faz com que de uma forma inconsciente, os ouvintes tenham a percepção de que você estar ali diante deles, porém não estar 100% entregue ao momento;

E isso vai de encontro a algo que sempre aconselho em meus conteúdos sobre desenvolvimento pessoal que é:

Esteja presente para o momento’.

Se esse não fosse apenas um rápido artigo de dicas de oratória, eu poderia comentar (minuciosamente) cada um desses sub tópicos citados acima, assim como fiz no eBook Oratória Na Prática que contém 47 dicas poderosas de oratória (minuciosamente comentadas).

Porém não é esse o meu objetivo agora, mas você pode conhecer o ebook completo clicando aqui.

 

#6 Conte histórias

Também chamado de storytelling, o ato de contar histórias durante uma apresentação age em conjunto com o benefício que citei em uma das dicas de oratória anteriores, mais precisamente a número 4; Sim, o storytelling dar ao orador o poderoso benefício de manter o público atento ao que você está falando.

Portanto ao preparar sua apresentação, escolha uma boa história relacionada ao assunto abordado e apresente ao público.

“História é o poder!’

Segundo especialistas elas mexem com 8 partes diferentes do nosso cérebro.

 

#7 Faça encerramentos empolgantes

Para finalizar essa sequência de dicas de oratória vou está falando sobre os encerramentos das apresentações. Sim, os encerramentos das apresentações ao contrário do que muitos pensam merecem total atenção, ou seja devem ser empolgantes, para assim deixar as portas abertas.

Por isso nada de finalizar dizendo:

Bom pessoal isso é tudo que eu tinha que mostrar para vocês.

Não, os encerramentos das suas apresentações devem ser mais ou menos assim:

Bom pessoal foi muito bom passar esses minutos (ou essas horas) com todos vocês; mas infelizmente o nosso tempo acabou, eu ainda tenho muito mais conteúdos que poderia está passando para vocês, mas quem sabe em uma outra oportunidade.

Fazendo encerramentos dessa maneira, fica bem claro que você esteve ali por todo o tempo, em total satisfação; em total prazer por estar dividindo parte de tudo o que aprendeu durante a sua vida, com todas aquelas pessoas que estiveram ali presente;

Para as palestras não ficarem só nas suas palavras, utilizar algum conteúdo para reforçar a ideia passada durante toda a explanação é muito mais do que recomendado; esse conteúdo pode um texto para reflexão, uma citação, a letra de uma música ou quem sabe até uma piada.

O efeito causado por esse tipo de conteúdo é o que chamamos de alívio cômico.

Espero que tenha gostado de todas essas dicas de oratória para falar em público com segurança.

Para continuar seu aprendizado sobre oratória e descobrir de uma maneira muito simples, o que os renomados palestrantes da atualidade fazem, para realizar poderosas apresentações todos os dias, te convido a conhecer o meu livro digital eBook Oratória Na Prática – 47 Dicas Poderosas Para Aplicar ImediatamenteClique aqui.

7-dicas-de-oratória-para-falar-em-público-com-segurança-banner

Um forte abraço, Edmar Almeida.